Remédio para aborto está sendo vendido livremente no orkut

O portal G1 noticiou hoje que um grupo de repórteres descobriu um sofisticado sistema de venda de remédios abortivos pela internet, em que bandidos usavam o Msn e a rede de relacionamento Orkut.

"Qualquer criança que tenha um pouco de noção compra. Não esperava ser tão fácil assim. Difícil foi o aborto", disse para eles, uma estudante curitibana de 18 anos, que comprou o remédio Cytotec pelo Orkut.

Menina e Mãe

Todo mundo sabe e, já não é mais novidade nenhuma que, meninas entre 13, 14, 15 anos de idade ou mais usam estes remédios abortivos induzida por outras maiores que já o usaram também. As vezes é o próprio namorado delas que compra para elas usarem. E farmácias, camelódromos, bares e boates, o vendem livremente assim como fazem com o crack e outras drogas.

O que irrita é que, enquanto a justiça se preocupa com pessoas como Cesare Battisti, e o governo tem uma enorme negligência com a proliferação das drogas neste país, as famílias brasileiras estão cada vez mais se degradando com estes casos. Hoje, com tantas crianças rebeldes e violentas sem motivo aparente, com tantos adultos perplexos ou infantilizados pelas modernidades, e com meninas menores sem uma boa formação psicólogica e já mães, fica difícil acreditar que este cenário familiar um dia possa realmente mudar. E mudar, de fato, para melhor. O que é muito lamentável.

9 Comentários:

Fábio Mayer disse...

Misto de meninos e meninas idiotas, criadospor pais irresponsáveis, acessando um ambiente como o orkut, onde o crime e a exploração deles é diário e obsessivo.

Eu ainda sou deum tempo em ue o cara que mais de 18 anos que namora mennas de 14 é considerado criminoso. Mas hoje em dia, tem homem de 25 anos namorando menininhas de 13, se aproveitando delas e de suas famílias e livrando-se de suas responsabilidades com soluções com esta... o mundo tá virado!

Roberto Hyra disse...

O governo lavou as mãos. Os programas de assistência educacional e apoio às famílias são uma brincadeira. Os pais que devem ser espertos, pois nos tempos de hoje, os filhos tornaram-se verdadeiros ditadores dentro de casa e em família.

Elisa disse...

Minha primeira gravidez foi com 28 anos. Minha filha engravidou com 15, aos 16 já era mãe. O marido dela tinha 17 quando a conheceu. Garoto ainda. Enfim, fazemos o possível para dar uma boa orientação psicólogica aos nossos filhos (ela teve!), mas não há como esquecer a responsabilidade que eles tem. Sou vó, mas não assumo meus netos. Se eles fizeram, que arquem com essa responsabilidade, assim como foi comigo.

Hoje porém, o que se vê são filhos asumidos pelos pais, que muitas vezes, vivem apenas de uma minguada aposentadoria. Não pode ser assim.

Daniel Moraes disse...

É por isso que sou a favor da legalização do aborto. Legalizando, haverá mais controle (o que não quer dizer que terminará com a venda ilegal). Um abraço.

PS: Postei o texto da UNIBAN no Sub Mundo. Deixa lá seu comentário. Um abraço.

Claudinha disse...

Abordar assuntos como prevenção à gravidez e sexualidade é como tentar vizualizar os caminhos intrincados de um formigueiro. Podemos, como pais, TENTAR orientar os filhos, mas muitas vzs nós mesmo temos dificuldades de lidar com o assunto, OU como superar influências externas - ninguém fica sob guarda 24h OU como impor algo que passa pelo direito de escolha do outro? 14, 15 anos.. jovens, muito jovens... mas já expostos aos BBB's, às novelas recheadas de promiscuidade - que mostra sexo e suas consequências como se fosse uma banalidade (não que seja algo de outro mundo!), mas que requer RESPONSABILIDADE. Pois é, sras e srs... o tema é complexo e difícil.. sem falar que remédios como a pílula do dia seguinte trazem ônus na saúde, como uma endometriose e até uma remoção de útero!

Valéria de Oliveira disse...

Pois é Neto, super complicado. Tudo que é ilegal é ''legal''. Conseguimos qualquer coisa como ir comprar um pão na padaria. Deveria ser proibido proibir neste caso, e criar uma estratégia na educação para orientar o jovem desta década dificil!

Bj

Daniel Savio disse...

Neto, pior de tudo, que é tão facil usar o metodo anticoncepcionais, como exemplo a camisinha, então para que abortar?!

Fique com Deus, menino Neto.
Um abraço.

Anônimo disse...

Eu acho queee e ruim abortar mais se a pessoa teve e nao teve culpa de ter e uma boa opçao tomar o remedio mais se fizer isso uma ves nunca mais fique gravida se previna com remedios e a melhor opçao ....

Anônimo disse...

qual o nome desse remedio porfavor etre em comtato com renata meu imeo é renata_linda02@hotmail.com

Postar um comentário

- Comente, é sempre bom saber sua opinião.
- Comentários ofensivos ou mal educados não serão publicados.
- Comentários anônimos serão publicados se relevantes.
- Para criticar, sugerir ou elogiar, vá aqui.