Como remover um pendrive (e qualquer dispositivo USB) teimoso do computador

Você já deve ter passado pelo incômodo de querer retirar um pendrive com segurança de seu PC e deu de cara com aquela frase: "Esta unidade USB está em uso e não pode ser removida" mesmo com você sabendo que nada mais está em uso. O que este aviso quer dizer é que arquivos desta unidade ainda estão em uso e se remover o pendrive agora perderá seus dados. Ocorre que estes pendrives teimosos - pode acontecer o mesmo com outros dispositivos USB - são fáceis de remover e sem prejudicar seus arquivos. Veja abaixo como fazer isso.

pendrive-drivers-usb-remocao

Existem duas opções para remover pendrives ou qualquer outro gadget teimoso do computador. Primeiro, vá até o gerenciador de dispositivos do Windows, identifique o driver relacionado ao seu pendrive e faça o seguinte: ao expandir a seção Unidades de Disco, dê um clique duplo no seu drive USB. Na tela que surge vá a guia Diretivas e ajuste a diretiva Remoção para Remoção Rápida (padrão). Dê aplicar e ok e feche o gerenciador. Agora, tente novamente remover o pendrive teimoso e veja o resultado.

Caso a opção acima não funcione e a mensagem persista, então baixe da web um pequeno software de nome EjectUSB. Ele está zipado, portanto, clique com o botão direito no arquivo baixado e selecione Extrair Tudo. Na tela que surge, clique em Procurar e escolha o diretório raiz de seu pendrive, dê OK e depois Extrair. Dentro da pasta do pendrive, clique duas vezes no arquivo executável do EjectUSB e depois feche a janela. Você notará que na Área de Notificações do Windows surgirá uma mensagem avisando que o pendrive já pode ser removido com segurança.

Na prática, o que o EjectUSB faz é parar todos os processos ocultos existentes e ejetar a mídia. Este programinha útil serve não só para pendrives, mas também a qualquer dispositivo que esteja plugado ao seu computador - e esteja lhe dando dor de cabeça.

Para finalizar, recomendo atualizar o seu programa antivírus e configurá-lo para varrer todos os dispositivos USB que forem plugados ao PC – é claro, antes que coisas essas coisas aconteçam. Até a próxima!

O que é e como funciona o Projeto Loon do Google

O Projeto Loon é um plano ousado e ambicioso do Google que tem o objetivo de, por meio de balões flutuando nos limites da atmosfera, levar internet às pessoas das partes mais remotas e inacessíveis do mundo.

Os balões utilizados pelo Google são semelhantes àqueles utilizados pelas empresas de meteorologia para monitorar o clima e a temperatura de regiões. Os balões flutuam na estratosfera em uma altitude de pelo menos 18 km, e enviam sinais de internet sem fio às pessoas que estão embaixo.

internet-wireless-projeto-loon-google

Para que não haja erros, cada balão tem equipamentos movidos a energia solar, como os controladores de altitude e sensores GPS. Isto serve para que eles possam subir e descer em diferentes correntes de ar, conforme seu posicionamento e necessidade. Para que uma pessoa pudesse se conectar ao sinal de internet enviado dos balões é necessário apenas que ela tivesse um receptor como as antenas parabólicas.

Nos EUA, o projeto já está em pleno funcionamento, e a Google não cobra pela conexão via cabo fornecida, é totalmente gratuito. Com esse arrojado projeto Loon, que tem o potencial de chegar a lugares inteiramente inacessíveis e até a desertos, a Google acredita que usuários conectados podem atingir velocidades de internet semelhantes até a do atual 3G, o que em si seria suficiente para enviar e-mail e acessar redes sociais.

Um único problema, no entanto, seriam as flutuações do sinal, que pode causar lentidão em serviços de streaming, na hora de assistir vídeos do YouTube ou no Skype. Apesar disso, o projeto ainda deve melhorar bastante e a tendência é que seu sinal, realmente, chegue as regiões mais remotas do mundo.

Você já imaginou enviando para mim um e-mail lá do meio do deserto do Saara?

Isto, sem dúvida, só o Google é capaz de realizar.