Eleições: Pense antes de votar

As eleições chegaram e as campanhas na TV estão começando. Após ler a pesquisa da AMB dizendo que 82% dos jovens no Brasil não acreditam em politicos, eu penso que devemos todos agora falar sério sobre esse assunto.

eleição

No momento em que, através do voto, temos a oportunidade de escolher e decidir o futuro de um povo é preciso muita calma para não nos confundirmos, e nem nos contaminarmos. Seja pela mídia, ou pelas falsas aparências e palavras dos atuais candidatos. Sempre que agimos por impulsos (ou sob fortes emoções), corremos o risco de comprometer nossas decisões.

O exercício da cidadania, pelo ato de votar, requer uma análise dos fatos em que se considere a história passada, as conquistas presentes e as possibilidades futuras - de um candidato, de um partido ou de um governo. Não podemos esquecer nunca o abismo da injustiças sociais que ainda existe.

Há muitos anos houve um longo e completo descaso pelos mais pobres, onde eles foram tratados como se não fossem 'pessoas', que não tinham direitos e nem condições à uma vida digna. E ainda hoje muita injustiça velada permanece. Pior que isso, em algumas regiões do país chegamos a ver um aumento da miserabilidade, com pessoas jogadas feito lixo e excluídas com a maior naturalidade. E a violência há tantos anos cometida contra eles por um tratamento desigual (é óbvio!), só poderia mesmo gerar violência.

Estamos passando por um momento de transição nestas eleições, que exige lucidez, análise crítica e calma para entendermos o que se passa. Há um crescimento enorme da inversão de valores entre os jovens. E há também um alto destemor do castigo pelas pessoas que cometem crimes. A impunidade reina, e a própria Justiça no Brasil é falha em seus julgamentos, se tornando ela mesma desrespeitosa pela sociedade.

Parece insuportável para todos os brasileiros, reconhecer que não temos mais uma cultura ética, baseada nos valores humanos e na igualdade social. É muito difícil encarar de frente os preconceitos, com os nordestinos, com os negros, e os pobres.

Este governo porém, mesmo com todos os seus erros enormes, escancarou o verdadeiro Brasil. Tirou de baixo do tapete práticas corriqueiras e levianas, até então escondidas pelos maus politicos. Teve a coragem de prender alguns marajás (menos o todo-poderoso Daniel Dantas que tem o aval do STF). Enxergou alguns poucos excluídos. E fez, pelo menos, a Classe C respirar mais. Todos os governos erram é verdade, mas é somente assim que podemos ver que uma história não se muda (e nem se faz) em quatro anos como gostaríamos.

Por isso, pense bem à QUEM você vai dar o seu voto nestas eleições. Não acredite em promessas ou palavras bonitas de pessoas letradas (políticos são bons nisso). Este é apenas, mais um truque deles para continuar lhe enganando. E pior, manter você assim mesmo, desinformado (a), e na situação em que está.


Imagem: Flickr

4 Comentários:

Ronald disse...

Opa, cheguei aqui via Saramar.

Na verdade é um assunto que requer muito cuidado e atenção na hora de escolher candidato. Você foi sim muito feliz na sua abordagem e confesso, sempre que posso dentro de minhas modestas concepções políticas, procuro orientar os menos informados pois acho que é nossa obrigação.

Abraços e voltarei sempre que puder.

Vidal disse...

Grande Neto. Como anda o Sport? rsrs
Pois entao mano, passei uns dias off, com o blog fora de linha mesmo. Daí acabei perdendo (nao sei como) o endereço antigo e voltei com este www.renovidade.blogspot.com

Um prazer ver vc por lá.
Sobre o texto, vc arrebentou.

Claudinha disse...

Neto, conforme havia colocado em minha contribuição sobre ética, a base para nossa cidadania não é mais ensinada nas escolas. Ao invés disso as crianças são 'doutrinadas' conforme for o viés político de seu professor (quando isso ocorre). É difícil a escolha, é difícil desfiar o emaranhado de informações que recebemos da mídia, o que dirá então os mais jovens?

luzdeluma disse...

Neto, parece que os bons fogem da política, o que não é real. A moralização passa pelo incentivo ao interesse pelos mais novos, pelos menos previlegiados intelectualmente e pela compreensão dos mais velhos para sairem do casuísmo. Voilá que faz a sua parte! Bom fim de semana! Beijus

Postar um comentário

- Comente, é sempre bom saber sua opinião.
- Comentários ofensivos ou mal educados não serão publicados.
- Comentários anônimos serão publicados se relevantes.
- Para criticar, sugerir ou elogiar, vá aqui.