Viciados: quando o inferno se fantasia de céu

A revista Época desta semana fez uma matéria muito boa sobre os compulsivos sexuais. Realmente, tem pessoas tão viciadas em sexo que o tratam como se fosse comida (café, almoço e jantar), e como algo primordial para a sua sobrevivência. Para mim, essas pessoas sofrem de uma doença, um desvio no caráter. Pessoas assim acreditam piamente que, para se sentirem corajosas e confiantes, precisam antes fazer sexo, muito sexo. E não importa a qualidade do ato, importa fazer. É loucura.

Tempos átras, conheci uma mulher que me disse que "para atravessar um salão lotado de pessoas" (já que ela ia ser observada por todos quando passasse) ela precisava antes fazer muito sexo para sentir-se segura de si para fazê-lo (...) Sei não, mas penso que quando a situação chega neste nível, o sexo é o mesmo que uma droga.

casal-vicio-sexo

Eu não sou nenhum viciado em sexo, mas já tive minha cota. Já convivi por quase dois meses com uma mulher viciada nisso. Daí, posso falar alguma coisa. Na sociedade, a primeira impressão que a gente tem desta "mulher" é que ela é linda, atraente, comportada e fina. Na cama, porém, ela descamba. Tenta fazer sexo com você de uma forma tão frenética que chega a ser angustiante - e pode até ser violenta. A compulsão é tanta que, para ela, o interesse imediato é gozar, gozar, gozar, acima de qualquer coisa. Ela deseja botar pra fora tudo "aquilo" que, aparentemente, a incomoda. Beira ao delírio.

Desde a primeira vez, não demorou muito para eu perceber que, na verdade, ela sentia um enorme vazio, uma inabilidade grande e faltava equilibrio emocional. A cama parecia, para ela, o seu lugar esquizofrênico de "destituir-se de si mesma". Mesmo assim, eu ainda pensei, se o sexo fosse apenas "ardente" ou do tipo "entrega", seria bom, compreensivel até, mas não era. Era algo paranóico.

Ela dizia que gostava de mim. Dizia que eu a "aquietava". E, para um homem, este depoimento pode parecer o máximo, pois qual o homem não gostaria de dominar uma mulher na cama?... Mas é aí que estava o perigo. Neste campo, fica fácil de você se envolver... E esta mulher não precisava de mim, nem de um homem, ela precisava era de tratamento.

vicio-loucura-sexo

Se você não for esperto - ou forte psicologicamente - a convivência com este tipo de mulher pode te levar à insanidade. Se for astuto, entretanto, em pouco tempo você nota o problema: ela não raciocina. Não tem o menor controle emocional que aparenta ter e, radicaliza na pressão. A única intenção dela é satisfazer compulsivamente seu desejo por sexo, pois, para ela, ele representa a própria vida.

Conclusão: É óbvio que há muitos homens assim também, e as mulheres sofrem muito com este tipo de sujeito. Mas para quem quiser realmente saber, não é dificil perceber este tipo de relacionamento em um casal: casais assim desconhecem o que é qualidade de vida, não tem nenhum controle emocional e brigam muito, pior, utilizam o sexo para suprir a lacuna do amor e, quando falam, eles sempre gritam.

Quando, e se, isto ocorrer com você siga meu conselho: Saia fora. Fuja o quanto antes. Sua mente (ainda sã!) agradece.

6 Comentários:

C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

kkkkkkkk ridiculo, eu so viciado, otario é quem nao gosta de fazer

Anônimo disse...

é verdade tem muita gente sem nossao nesse mundo mesmo viu,gostei fico feliz por saber que ainda existe pessoas que pense assim.

Anônimo disse...

o sexo é um complemento em nossa vida mas não é tudo.

Anônimo disse...

Sou um viciado em sexo. Quando assisti o filme Shame me vi no personagem. Vc nunca fica saciado, quer mais, sempre mais. É uma escravidão mental.

Anônimo disse...

racistas porque é que o comentário tem que ser em branco porque não em preto ou encarnado

Postar um comentário

- Comente, é sempre bom saber sua opinião.
- Comentários ofensivos ou mal educados não serão publicados.
- Comentários anônimos serão publicados se relevantes.
- Para criticar, sugerir ou elogiar, vá aqui.