Oxi: como a droga vicia e mata

Gostaria de deixar um alerta: já chegou por aqui também, em PE, uma droga capaz de causar tanto problema aos jovens quanto vem causando o Crack. Chama-se Oxi. Essa nova droga é composta pela mistura do resto da pasta base da cocaína com cal virgem e querosene, o que a torna mais potente e, ao mesmo tempo, mais barata para os bolsos dos viciados, além de altamente perigosa ao organismo. Enfim, como ela vicia e mata? Fiz uma pesquisa aqui e descobri, vejam abaixo:

Oxi

A cor da pedra de Oxi varia pela quantidade de substâncias que foram inseridas em sua preparação. Se tiver a cor branca, indica uma maior presença de cal virgem, se for amarelada, a quantidade de querosene embutida nela é maior. Dependendo da fórmula do traficante, a droga pode conter, ainda, gasolina, diesel, cimento, acetona, ácido sulfúrico, soda cáustica, amônia e, até, solução líquida de bateria de carros. De fácil fabricação, o Oxi é mais potente que o Crack, pois concentra até 80% do princípio ativo da cocaína (o crack chega ao máximo a 40%), além de ser mais barata. Cada pedra custa, em média, R$ 5,00.

Mas como o Oxi pode viciar e matar?

Quando fumada, a pedra de Oxi leva poucos segundos para chegar ao cérebro, e o seu efeito dura, até, quatro minutos. Após uma curta sensação de euforia, o viciado sente forte necessidade de consumir a droga novamente. Esse momento é chamado de "fissura", quando ele fica "fissurado". E para continuar com o efeito "loucão", o usuário fuma uma pedra atrás da outra, aumentando os riscos de uma overdose.

Ao contrário do crack, que libera uma fumaça branca, o Oxi exala uma fumaça negra por conta de seus elementos. Em estados como Acre, Amazonas, Maranhão e no Piauí já foram encontradas registros desta nova droga pela polícia federal, e, segundo a própria PF, a pedra chega ao Brasil pelas fronteiras com a Bolívia e o Peru.

Aqui em PE, houve os primeiros registros essa semana, portanto, como sabemos que coisa boa não, mas coisa ruim aparece logo, todos nós, pais de família, devemos ficar atentos e alertas.

Fonte: Folha PE

7 Comentários:

Valdeir Almeida disse...

Olá, Neto.

Infelizmente, aqui na Bahia também já chegou.

As drogas "históricas" já causavam danos gravíssimos, aparece agora a oxi, cujo grau de letalidade é ainda maior.

As drogas são o grande mal deste século. Nossos jovens (e os adultos também) devem ficar alertas. Os amigos verdadeiros não oferecem essa porcaria, pelo contrário, querem nosso bem. É necessário amor, em vez de drogas.

Abraços.

C. disse...

Ouxi, ops, oxi, que coisa. Cada dia uma novidade no mercado. Imagine o pobre do pulmão com essa aí, a fórmula é de matar, isso sim.
E de droga em droga, os traficantes vao enchendo o bolso cada vez mais. Cenário triste né!

Beijossssss

Miguel disse...

Neto, fizeram uma apreensão monstruosa aqui em São Paulo dessa nova calamidade denominada Oxi. E o pior, imagino, muitos viciados em crack deverão migrar para a nova modalidade por ser mais barata. Fico imaginando, será que o sujeito não imagina que é morte certa? Alguns países no Oriente Médio condenam à pena de morte os traficantes, por aqui não acontece nada. Abração meu caro, ótima matéria, até outras vezes.

Anônimo disse...

ainda bem que inventaram algo assim, pelomenos agora esses viciados de merda vao morrer tudo!! kkk adíos cracolândia!!!

eDrogas disse...

Os efeitos alucinógenos do Oxi são os mesmos provocados pelo Crack. Essas duas drogas aumentam as chances de infarto e comprometem o sistema respiratório. O Oxi é ainda mais prejudicial ao fígado e rins por conter gasolina na composição. Os seus efeitos são devastadores: a memória, por exemplo, a concentração e o autocontrole do usuário também são prejudicados.

'Kaa.SantosOFC# disse...

Ótima matéria , pra vc ver como o Brasil eé coisas ruins xegam rapidin , ao inves de dar un avanço na medicina, tecnologia,curas,vacinas oke eles fazem? Deixam essas drogas passarem pra.ca parabens Neto essa materia foi otima talves sirva de alerta pra algum trouxa ki qeira experimentar
@KaaSantosUTW_LI

Anônimo disse...

"Drogas" ou "fármacos" que podem viciar DEVEM ser regulados pelo Estado. Parabéns ao governo uruguai. Tanto a água quanto o oxigênio em excesso pode matar, porém não viciam ou modulam os neurotransmissores (ex Dopamina). A cerveja, que deprime o sistema nervoso, é responsável por matar milhares de brasileiros todos os anos e é uma droga regulado pelo estado. Existe leis que regulam seu uso (ex. não podem ser vendidas em postos de combustíveis - em alguns estados; proibido para menores, proibido seu uso quando estiver conduzindo veículos automotivos.) Portanto, cabe sim ao estado regular essas drogas! Mas ai já é outra história... O Brasil mal consegue fiscalizar a "droga" - álcool, imagina outras. A questão princial seria se o Brasil consiguiria fiscalizar o "uso" medicina/recreativo dessas drogas? enviado por www.medicina.blog.br

Postar um comentário

- Comente, é sempre bom saber sua opinião.
- Comentários ofensivos ou mal educados não serão publicados.
- Comentários anônimos serão publicados se relevantes.
- Para criticar, sugerir ou elogiar, vá aqui.