Salve Geral: o dia em que São Paulo parou

Estreia esta semana, em todo o país, um filme que pretende causar bastante polêmica: Salve Geral.

Salve Geral (o filme): o dia em que São Paulo parou!

Todos sabem que os presídios no Brasil tem condições sub-humanas, o tratamento dado aos presos é vergonhoso - diferente só para aqueles de 'colarinho branco' - e que boa parte de nossa polícia e das autoridades são corruptos. Há quem acredite que Salve Geral faz parte de uma nova safra do cinema brasileiro (após Tropa de Elite) e que ela é bem melhor que a anterior, e há quem ache que, filmes assim, dão incentivos ao crime e mancham a imagem do Brasil lá fora.

Divergências à parte, o enredo é bom. O filme revive os "dias de ouro" da facção criminosa PCC em São Paulo e, o diretor Sérgio Rezende, ao expor esta ferida ainda aberta da corrupção, deverá, no mínimo, promover um bom debate sobre o assunto.


Vale a pena ver! ;-)

4 Comentários:

Tarcisio disse...

Acabei de ver Neto. Segue a mesma linha já consagrada de Tropa de Elite, e pode realmente ser indicado ao oscar. O enredo é mesmo chocante.

[]'s

Janaina disse...

Neto, estou em falta em ver cinema.Agora é um bom filme para pensar sobre o sistema carcerário, o Códigho Penal eo Código de Processo Penal também.Um abraço.

@philipsouza disse...

Não vi ainda...mas pelos comentarios tem algo haver pelo direito ne....

abraços e otima semana

Atila City disse...

Neto meu caro, lembro deste dia como se fosse ontem, sem saber de nada após uma briga com a namorada sai madrugada a dentro sem destino por algumas ruas do meu bairro, o interessante foi ver a cidade morta, vazia, escura e silênciosa, me sentia como numa cidadela do interior até que parei em frente a uma delegacia, varias viaturas paradas em frente, policiais fortemente armados e eu parado ali tentando achar um esqueiro no bolso e só fiquei sabendo dos atentados porque um policial com uma expressão muito assustada me emprestou uma caixa de fósforo.
É engraçado que aquilo rolou o dia inteiro e eu nem havia me ligado.
Agora um outro episódio que parou São Paulo foi quando a marginal foi alagada pelas aguas do Tiête, o trânsito estava infernal, a cidade um forno e trabalhadores (como eu) acabaram reféns da situação.
Vou assistir o filme e posto qualquer coisa... essa semana tem Só Pensando? acabei perdendo a segunda devido as correrias.. semana que vem estarei lá!
abraços

Postar um comentário

- Comente, é sempre bom saber sua opinião.
- Comentários ofensivos ou mal educados não serão publicados.
- Comentários anônimos serão publicados se relevantes.
- Para criticar, sugerir ou elogiar, vá aqui.