A excomunhão e a falta de amor

É como dizia um amigo:"não existe nada tão ruim nesse país que não possa ficar ainda pior".
Uma menina de 9 anos foi estuprada pelo padrasto e engravidou de gemeos aqui em PE. O acusado foi preso e, admitiu depois, que estuprava também a irmã mais velha da vítima de 14 anos. Com a aprovação da mãe e da Justiça, a menina foi operada e agora, tenta se recuperar do trauma, com o apoio de uma ONG, que cuida de mulheres vítimas de violência.

Excomunhão
Incrível foi que, o arcebispo de Olinda e Recife, o Sr. Dom José Cardoso, do alto de sua inantingível autoridade, declarou que TODOS - a mãe da menina, os médicos, a justiça e os integrantes da Ong - estavam excomungados. Disse que; "a cirurgia era contra os princípios humanitários e religiosos" e, "realizar o aborto é pior que realizar um estupro". A lei de Deus está acima da lei dos homens.

Antes quero dizer que, para dar uma declaração como essa, este padre nunca foi estuprado.
Depois, eu não acho mais palavras para demonstrar minha revolta à um cidadão como esse.
Como pode uma instituição milenar como a Igreja Católica mostrar-se tão insensível diante de um problema dessa gravidade? Como pode ela ficar engessada em um dogma sem analisar todo o contexto de um crime tão repugnante?
E que tipo de sinal, este padre acha que está dando para os jovens e para a sociedade?

Eu amo a Deus, ao Nosso Senhor Jesus Cristo e sou católico praticante, mas nesse assunto, vou deixar clara minha posição: Parabenizo a toda a equipe médica, a diretoria do hospital e, as equipes de psicologia das Ongs envolvidas no apoio à essa criança, pela clara demonstração que deram do verdadeiro espírito cristão, que é o Amor à Família e não o desprezo.

Imagem extraída do blog  Só Pensando do Daniel Moraes.

7 Comentários:

Valdeir disse...

J. Neto,

Meu objetivo não é ofender a Igreja Católica. Mas ela mantém uma doutrina do século XV. É por isso que essas bizarrices acontecem.

Jesus Cristo jamais teria a mesma atitude do arcebispo, porque Jesus é amor. Ele sabe que a criança foi vítima de estupro e que o aborto era a única saída para preservar a vida dela.

Lamentável.

Abraços.

Cejunior disse...

No final das contas, o arcebispo se esqueceu completamente da vítima, a menina de 9 anos...
Lamentável!

Cris_do_Brasil disse...

Esperar o quê dessa galera? Triste, mas os valores e dogmas católicos estão além do que possa ser considerado o ´ideal`.

Deus perdoou Caim por ter matado seu irmão, Abel, e desprezou o rei Saul por este não ter dado fim à vida de um inimigo. Portanto, se até O Soberano é sabiamente flexível em Suas decisões, quem é que em nome dEle tem credibilidade para condenar seus semelhantes numa situação tão conflitante como essa?

Sobre a sua resposta no Meme (adorei, aliás), nao Dear, nem a pau tu me levava num passeio de bungee-jump hehehehe

Beijinho

Lis disse...

Os ensinamentos de Cristo foram deixados de lado pela liturgia,dogmas,regras...ou seja religiosidade." O amor de muitos se esfriará"...
Infelizmente o coração do Bispo está embrutecido
e frio.Ele está precisando como disse Jesus: nascer de novo,conhecer e viver o verdadeiro Cristianismo...
Belo texto!!
E oabrigada pelo coment...Bjus

Fábio Mayer disse...

O bispo saiu excomungando todo mundo, menos o estuprador.

Uma vergonha, um acinte!!!

Não consigo escrever algo que expresse minha raiva em relação a este caso. A menina estava grávida de gêmeos, se a gravidez fosse mantida, a menina poderia morrer. E ela vai sofrer esse trauma pelo resto da vida, nunca mais a verá )a vida) com os olhos da alegria e da felicidade.

O estuprador, essa... coisa... esse imbecil a quem seria mais adequada a pena de morte (se existisse) se possível com requintes de crueldade como fazem alguns países islâmicos, esse vai passar uma temporada na cadeia e um dia estará livre, para continuar atacando crianças e vendo a vida como um eterno passar de prazeres rotos e ilegais.

Mas o bispo protege o estuprador e penutencia a quem buscou o bem da menina!

Lunna disse...

Eu confesso que esse assunto me incomodou muito. Eu acho sinceramente que a igreja cristã não tem o direito de impor suas regras e leis a toda uma sociedade como se ela fosse o centro de tudo. Afinal, eu não sou cristã e não estou nem aí com suas imposições. Por isso me ocorre perguntar: os excomungados são cristãos ou não?
Abraços daqui

Éverton Vidal disse...

Neto eu acredito que a Igreja Católica tem sua porção de culpa nesse triste caso, mas o maior culpado é o dom José Cardoso. Ele agiu apressadamente e com uma "obsessão holofótica" que chegou a colocar em risco a credibilidade da Igreja Romana.

Ora, o antecessor do Bispo Sobrinho foi o Dom Helder Câmara. Homem de Deus mano, que sempre será lembrado por suas lutas contra as injustiças sociais. Acredito piamente que o saudoso Helder Câmara jamais faria uma baboseira dessas porque era homem que agia com o coração. E olhe que sou um protestante viu, que só o conheceu há pouco mais de dois anos.

E outra, mesmo reconhecendo que a Igreja Católica Romana tem sua parcela de culpa, acho que é um erro culpá-la por esse alvoroço tão insensível. Até o vaticano na pessoa do Monsenhor Rino Fisichella (que diga-se de passagem é a maior autoridade do Vaticano em Bioética) criticou a atitude do Bispo como apressada e insensível.

Abraço Neto.

Postar um comentário

- Comente, é sempre bom saber sua opinião.
- Comentários ofensivos ou mal educados não serão publicados.
- Comentários anônimos serão publicados se relevantes.
- Para criticar, sugerir ou elogiar, vá aqui.