Blog Action Day 2008: Um século de pobreza



O homem conquistou o espaço, investigou os oceanos, pisou na lua, revelou Marte (o planeta vermelho), e está prestes a descobrir a origem do universo com o LHC, mas não erradicou do mundo um fato muito triste e repugnante: a pobreza e a fome.
Embora bilhões em dinheiro sejam gastos com políticas sociais e organizações humanitárias pelo mundo, outras bilhões de pessoas ainda agonizam sem ter recursos para viver e sem ter um lugar ao sol.
E mesmo quando são desenvolvidas, quase todos os dias, novas ferramentas para evoluir na ciência, na cura para doenças e nos avanços para produzir alimentos, a miséria pelo mundo parece crescer ainda mais.

A ONU acredita que seriam necessários US$ 150 bilhões anuais para atingir os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) - Regras estabelecidas em 2000, e que prevêem para 2015 acabar com a fome e reduzir a pobreza e as mazelas sociais no mundo.
US$ 150 bilhões anuais!!! O que significa isso perto dos US$ 700 bilhões oferecidos pelos EUA para salvar seu sistema financeiro da crise?

As imagens extraídas do Google Images abaixo falam por si só.

Pobreza na África

Fome na Ásia  

Pobreza no Brasil  

Miséria na Etiópia  

Quem sabe com mais vontade humana real dos homens esse cenário um dia possa mudar.

Este post faz parte do tema Pobreza proposto pelo Blog Action Day 2008 em 15/10/2008
Para saber mais sobre o evento visite o Blog


2 Comentários:

lavanderiavirtual disse...

Sabe, Neto, é mesmo indecente perceber que com tão pouco pode-se minimizar esse cenário de miséria e pobreza pelo mundo afora.

Muito bem colocada essa comparação entre a ajuda que os Estados Unidos deram ao seu sistema financeiro e que apenas 20% daquele montante já seriam suficientes para alterar a fome e a pobreza. Se não acabar, mas ao menos diminuir consideravelmente para que cenas como essas das imagens não se repitam.

Abração!

lavanderiavirtual disse...

Ih, esqueci de assinar o comentário. :-)

Outro abraço!

Juca

Postar um comentário

- Comente, é sempre bom saber sua opinião.
- Comentários ofensivos ou mal educados não serão publicados.
- Comentários anônimos serão publicados se relevantes.
- Para criticar, sugerir ou elogiar, vá aqui.