Pedofilia: a igreja católica e o lobo mau de batina

Recentemente, na cidade de Arapiraca (AL), houve um caso de pedofilia envolvendo um padre e um ex-coroinha, que afirmou ter sido abusado sexualmente pelo padre desde os seus 9 anos de idade. Junto com outro menor este rapaz gravou um vídeo fazendo sexo com o padre e exigiu dele R$ 1 milhão para não o divulgar. Mas o vídeo acabou vazando na internet, e depois nas mãos de camelôs que os vendiam livremente pela cidade. A imprensa publicou o caso, a igreja expulsou o padre, e ele foi à justiça contra o rapaz pela extorsão.

Todos sabemos que a pedofilia é um crime grave e caso de polícia, mas a pergunta que fica é: quantos casos iguais a esse estão ocorrendo nesse instante nas igrejas mundo afora, por esses lobos maus de batina?

Padre-pedófilo-flagrante

Há anos que escuto e leio sobre os casos de pedofilia na igreja católica. Fala-se muito em 'casos isolados', mas graças ao avanço e a velocidade da comunicação via internet as pessoas ficam cada vez mais ciente desses descalabros dentro das instituições religiosas. E ainda há a omissão das autoridades eclesiásticas e do papa sobre o assunto.

Em minha modesta opinião, o celibato, apesar de ser um tabu dentro do catolicismo, de uma forma geral, contribui para a ocorrência desses casos, porque os padres e freiras são humanos e, logicamente, tem os mesmos defeitos e desejos do homem e da mulher. A pedofilia e o assédio ao menor, por si só, é um crime e em nada se justifica, no entanto, em situações como essa envolvendo padres, o que se vê é que a batina e os milhões de dólares da igreja sempre os protegem.

4 Comentários:

Guilherme disse...

Concordo com o que disse e tb penso assim como vc que o celibato promove este tipo de atitude.

O problema central é que o assédio à criança é um crime grave previsto em lei e, em alguns lugares, pode até causar linchamento e morte do agressor se a justiça não estiver presente.

Abração Neto!

Irene disse...

Olá !!!!!!!!

Dentre todos os crimes, esse (pedofilia) é o que mais repudio, pois causa uma devastação impressionante (a criança e a familia inteira acabam precisando de auxilio terapeutico); além disso, é um crime que corroi a inocencia das crianças.
Algo, realmente, hediondo.
Qnd eu ouço noticias de padres pedofilos, o crime que, para mim, já é hediondo, torna-se muuuuuito mais do que hediondo, afinal, os padres são simbolos da fé...as crianças e familias acreditam em suas boas intenções pq ele representa a religiosidade.
O mais absurdo é que a cupula da igreja catolica fica "tapando o sol com a peneira" e esse tipo de atitude ajuda a esconder os pedofilos de batina.

Um abraço !!!!

Valdeir Almeida disse...

E quando a Igreja camufla os casos de pedofilia, ela está assinando embaixo, dando liberdade para que os padres continuem a cometer tais crimes.

Abraços, Neto, e uma excelente semana.

adriano disse...

Acredito que o pior dos problemas consiste no fato do celibato. Os padres que são homossexuais se escondem por trás da batina para terem um bom salário e a proteção da Igreja. Não é só a pefdofilia em si, mas os casos pela internet. Padres que ficam no MSN com homens fazendo sexo virtual e outros que saem para caçar, descaradamente pela cxidade à noite. Em Ilhéus - Ba há um número enorme destes que dizem estruturar as famílias espiritualmente. è uma vergonha.

Postar um comentário

- Comente, é sempre bom saber sua opinião.
- Comentários ofensivos ou mal educados não serão publicados.
- Comentários anônimos serão publicados se relevantes.
- Para criticar, sugerir ou elogiar, vá aqui.