A emenda do calote

Enquanto o presidente Lula acha chique emprestar dinheiro ao FMI e o povo continua 'levitando' com suas declarações, o congresso continua afrontando a sociedade brasileira, e mostrando que a farra com o dinheiro público ainda está bem longe de acabar.

É, meus amigos! Enquanto Jesus fez o milagre da multiplicação dos pães, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça do Senado) fez o milagre da multiplicação dos vereadores. No dia 1º Abril, foi aprovado por unânimidade, mais um projeto ridículo, que aumenta em mais 7 mil, o número de vagas para vereadores em todos os municipios. Acharam pouco? Para mostrar que eles não estão mesmos nem aí com a intenção de reduzir os gastos excessivos da casa e as mordomias, ainda aprovaram, esta semana, a emenda do calote.

Somos todos palhaços perante a lei

Ao aprovar a PEC dos precatórios - PEC/12, mais conhecida como 'a emenda do calote', o Senado incentiva, principalmente, os maus prefeitos a não pagarem seus débitos com a União, porque assim, por lei, nada os ocorrerá. Isto significa que, na prática, eles não poderão perder seus mandatos e poderão passar os débitos para seu sucessor. A PEC 12 cria um prazo de até 15 anos, para o pagamento de precatórios pendentes desses municípios.

Atos como esses deixa evidente que, nossa constituição e seu princípio de isonomia "todos iguais perante a lei" foi para o lixo, que o judiciário no Brasil tem mesmo cara de palhaço (pois, o que decide não vale nada) e o cidadão é, verdadeiramente, o bobo que paga todas as contas. Mais que isso, mostra como funciona a irresponsável e vergonhosa política brasileira.

10 Comentários:

Éverton Vidal disse...

E eu não vejo graça nenhuma em emprestar dinheiro ao FMI...

E a gente segue com cara de bobo...

Daniel disse...

Em pensar que a Lei de Responsabilidade Fiscal tinha sido uma avanço e tanto... Luís Inácio falou, Luís Inácio avisou! (...) Um abraço.

http://contesta-acao.blogspot.com

Fábio Mayer disse...

E a farra só aumenta, ontem os prefeitos pediram o PERDÃO da dívida de 21 bilhões dos municípios com o INSS. Não se contentaram com esse parcelamento imoral que receberam.

E mais vereadores, me pergunto para quê?

Jánão fazem absolutamente nada de útil, não fiscalizam, não legislam. Apenas contratam parentes e amigos nos gabinetes e vivem de demagogia barata. Uns inúteis, e o pior de tudo, mais 7000 deles para roubar o país.

ZEPOVO disse...

Tenho certeza que nossos parlamentares acreditam do fundo de seus corações que são criaturas especiais, escolhidos para gozar das delícias do poder com autoridade e imunidade. São os proprietários de fato e de direito de todos os recursos da União, fazem parte de uma casta que não responde a ninguém por seus atos e ações, estão bem acima do bem e do mal!
E todos nós, integrantes da massa popular, do povão,cuidamos para que nossos divino-parlamentares não se pertubem e gozem os prazeres supremos de se esbaldarem, enriquecerem, e terem orgasmos que só o poder pode proporcionar.
Não fazemos nada! Nem quando o jorro fétido do prazer corrupto atinge nossa cara!

Odette disse...

Neto,
Quando fiz História li um volume considerável de textos que apontava, desde a época do Brasil colônia, se perpetuando através do tempo, a não distinção entre público e privado. É isto que fazem os nossos políticos: apropriam-se de verbas públicas para seus bolsos particulares. O caso dos precatórios,por vezes, é de fazer pena. Indivíduos que tiveram suas casas desapropriadas, tornam-se "propritárias" do direito de serem indenizadas, por sentença do Judiciário, mas quando vão receber, ninguém sabe, ninguém viu.
Boa Páscoa e abraços,
Odette.

Carlos Emerson Jr. disse...

Também não acho nada chique emprestar o dinheiro do contribuinte para o FMI. Esse pessoal deve achar que dinheiro nasce em árvore.

Já o Senado... bom, eles não falham, não é mesmo ?

Um abração.

C. disse...

Ainda bem nao preciso mais votar aí, nao vou estar assinando embaixo de tantas, mas tantas falcatruas. Fico enojada em saber essas coisas.

beijos de primavera :=)

Philip Rangel disse...

Bom Neto quando todos concordar com isso ...sempre axistira esses povos q os farao o mesmo...e assim crescendo...o poder desses povos...o q temos de fazer é da um basta nao deixando reeleiçao as pessoas ou vereadores..deputados que estao em processo....

abraçao

Marcos Pontes disse...

Há oito anos um estudo mostrava que mais de 10% do PIB são desviados pela corrupção. O país é suficientemente rico pra essa corja só pensar em si. Aumentar o número de parlamentares é uma maneira de terem cabos eleitorais de luxo, pagos com o dinheiro nosso. Pode não ser ilegal, mas é altamente imoral.

Cadinho RoCo disse...

Brasil - O País da mentira
Cadinho RoCo

Postar um comentário

- Comente, é sempre bom saber sua opinião.
- Comentários ofensivos ou mal educados não serão publicados.
- Comentários anônimos serão publicados se relevantes.
- Para criticar, sugerir ou elogiar, vá aqui.