A Web produziu 50 milhões de dementes

Quem me conhece sabe o quanto eu gosto de ler ;-)
Ontem, fui a uma livraria aqui perto, para ver quais os livros que estão sendo os mais vendidos nos EUA (best sellers) - alguns ainda sem tradução para o Brasil. E entre os livros mais vendidos, daqueles que contam a História de Barack Obama (óbvio!), encontrei também um que me deixou curioso.
Grown Up Digital

Eu já havia falado aqui sobre o livro "The Dumbest Generation" do professor americano Mark Bauerlein (Universidade de Emory - EUA). Em que ele afirma, no livro, que a nova geração de jovens nascida com a web é burra, e está a cada dia ficando mais idiota na rede.
Mas, será mesmo que essa nova geração de jovens é idiota?...

"Grown Up Digital" de Don Tapscot (sem data para chegar ao Brasil), diz extamente o contrário. 
O autor afirma que essa nova geração que cresceu com a web não é burra. Diz que é "a geração mais esperta que já se viu". E diz também que serão eles, esses nerds, que estarão mudando o mundo.
Alguem aí lembrou da CampusParty 2009?

O que Don argumenta em seu livro, e eu achei interessante é que, há muitos boatos envolvendo os jovens que ficam plugados na rede. Falam, por exemplo, que eles não sabem ler, não sabem escrever, não se interessam em aprender, são anti-sociais, se perdem em chats, orkuts e outras coisas banais, que não agrega nenhum conhecimento à eles, e etc.
Entretanto, para o autor, o que há é que, eles são jovens espertos, que fazem das redes sociais o centro de tudo. São capazes de processar informação visual mais rapidamemente (graças aos games), privilegiam a transparência nos relacionamentos, gostam de colaborar, personalizam tudo que vêem, e querem se divertir mesmo trabalhando...

Uma tese que contraria a de Mark Bauerlein, que dizia que a web produziu 50 milhões de dementes nos EUA. E estaria fabricando mais pelo mundo.

O que eu acho é que, esta discussão sobre 'a influência da Internet nos jovens estudantes', é bastante ampla. Tem que ser bem pensada, e não vai terminar por aqui. A única certeza mesmo que se tem é que, com essa polêmica toda, tanto Baurlein quanto Tapscott irão vender muitos livros.

12 Comentários:

Carlos Emerson Jr. disse...

Não acho que a internet esteja produzindo tantos dementes assim! rsrsrs
Na verdade, o que o Don Tapscot fala, está acontencendo, ainda que tímidamente, na terceira idade. O número de idosos (mas idosos mesmos, acima dos 70 anos) que usam a web tem aumentado e os velhinhos mandam ver.
Meu sogro vai para 85 anos e não sai de perto do computador. E até o começo do ano passado não sabia sequer o que era um mouse!
Acho que os benefícios da internet são enormes e, sinceramente, não sei como vivíamos sem ela!
Um abração.

Claudinha disse...

Neto,
visitar uma livraria é um prazer que me diverte. Só lastimo não dispor de verba suficiente para dar conta de meus desejos.
Sabe...cá entre nós, estamos numa época de velocidade avançada em tudo: relacionamentos relâmpagos, seqüestros da mesma forma, trânsito a milhão, etc, etc... a informação que chega aos jovens de hj vem nesta mesma velocidade graças a web. É bom enqto eles têm condição de assimilar, dispoem de alguém que os oriente e consigam manter seu tempo no equilibrio - hora plugados, hora não. Creio que estão mais rápidos em raciocínio e atentos a tudo. E o que foi comentado acima sobre idosos tbém é real, digo mais, há estudos em neuropsicologia que afirmam que tanto a web qto os jogos digitais ativam áreas do cérebro que trabalham com a cognição dos idosos de forma produtiva. Então vamos nos manter plugados e atentos!!!
Abraço virtual.

abraão disse...

Neto
A tese de Don tapscot é a correta.

Eu não nasci com a Internet (talvez esteja nascendo de novo, rsss). Sou daquela época em que falar de computador era uma especie de palavrão, só entendido pelo aquele pessoal militar americano. Mas eu compreendo que o benefício da web é sensacional.
E principalmente para pessoas antiquadas feito eu, que ganhou uma nova vontade de viver com relacionamentos virtuais, fiz muitos amigos, aprendi a jogar games com meus filhos (que vivem plugados), e até descobri como ganhar dinheiro usando minha experiencia da real life com esses jovens de hoje.

Hoje posso dizer que aprendi muito com a web, mas quem está nascendo agora (dentro de um PC, literalmente) vai estar sabendo muito mais e vai achar que tudo o que fazemos agora é obsoleto. Incrivel, não?

Fábio Mayer disse...

O problema é que os jovens aprendem a usar o computador antes de aprender a ler e escrever direito.

Pode ser que seja um fenômeno apenas no Brasil, onde as escolas, mesmo privadas, são péssimas, mas o fato é que existe, pelo menos por aqui, uma séria epidemia de gente que não consegue escrever no idioma pátrio.

Daniel disse...

Isso depende de cada pessoa, e qual meio esse indivíduo buscou na net. Acredito que depois do msn, os blogs são verdadeiras ferramentas de cultura e boa informação. Já o orkut é uma verdadeira "comunidade de encrencas", onde são poucas as comu que prestão e te levam a um pensamento crítico. Um abraço.

http://so-pensando.blogspot.com

Philip Rangel disse...

Primeira vez aki....é lamentavel mesmo o q a red eproduz ne......lamentavel nao ter mais controle...

parabens mesmo...

abraços

Philip Rangel disse...

Neto...
vlw mesmo..vc tmb esta em meus seguidores...agora nao tem como nao visitar...estou acompanhando tudo....

como eu te disse sobre seu post...so aqui mesmo no Brasil que aocntece isso porque fora é reduzido esse abuso mesmo....

to lendo seus posts atras....parabens a vc...gosto de discutir...debater mesmo..e aqui vc coloca atualidades...noticias...
abraços

1973marques disse...

o sociedade sempre seguirá seus lideres.
a diferença da era .web é que qualquer um pode estar entre eles.

Werneck disse...

Acho que essa sua última frase diz tudo, Neto.

Se não fosse a polêmica poderia-se tirar boas conclusões sobre o efeito da net no desenvolvimento do indivíduo e da sociedade... mas esses alarmes tornam a coisa mais nebulosa ainda.

Roberto Hyra disse...

Olá Neto

Parabéns pelo texto. É interessante e eu já tinha lido algo sobre o assunto.
Eu sou professor há 20 anos e adoro a Internet.
Ela me deu uma nova emoção. Um novo jeito de ver e viver as coisas.
É obvio que, como toda e qualquer coisa que existe no mundo, deve ser bem aproveitada. As pessoas usam muito a web para se ocultar, criar perfis falsos (fakes), mentir e tentar enganar o próximo. Mas 'essas coisas' como tantas outras na vida um dia serão descobertas.

A web é um reflexo da vida real.
Se o cara (ou a mulher) tá mal na vida real, ela vai pra web pra mostrar toda sua angustia.
Se tá bem, na web ela mostra toda sua felicidade.

Esses jovens que nascem agora com um PC são o futuro da humanidade. Eles tem mais condições de pesquisar e descobrir mais rapidamente a cura de uma doença como o cancer por exemplo, entre outros beneficios. Não são jovens lerdos apenas querendo brincar e se divertir ou zoar, eles querem saber mais, entender mais e ser úteis. e quem sabe um dia acabar mudando a hipocrisia do mundo.
A campus party é uma prova dessa interação.
Bonita, leve e solta.

E eu espero, enorme e ansiosamente, que eles tenham muito sucesso nisso.

Um grande abraço, e mais uma vez parabéns pelo texto.

Rogerio Martins disse...

Como psicólogo e pesquisador do comportamento humano só tenho que concordar com a tese de Don Tapscot.

A questão é que os valores são diferentes das gerações anteriores. O que se valoriz hoje não é o mesmo que os avós tinham como fundamento.

H Milen disse...

Nós vamos descobrir quem tá certo só daqui uns 20 anos....

A gente se vê lá.

ps: cara, nada contra seu time, mas preciso confessar uma coisa: se eu fosse pernambucano, torceria pelo Santa. Tenho uma queda (epa!) por time ruim.

Postar um comentário

- Comente, é sempre bom saber sua opinião.
- Comentários ofensivos ou mal educados não serão publicados.
- Comentários anônimos serão publicados se relevantes.
- Para criticar, sugerir ou elogiar, vá aqui.