O BNDES e os R$100 bilhões: nem tudo é transparente neste governo

Definitivamente, me parece que o presidente Lula está meio perdido nessa sua marolinha...
Eu não entendo como há ainda quem aplauda a iniciativa do governo de liberar, via BNDES, mais de R$100 bilhões para investimentos às empresas privadas... Mesmo com a concessão do crédito estando condicionada à preservação e a geração de empregos eu sou bastante cético.

Será?
E vou explicar por que: primeiro, eu não estou sendo contra a medida. Do ponto de vista do marketing político foi boa (ganhou musculatura e visibilidade lá fora no enfrentamento da crise). Entretanto, todo mundo está careca de saber que o governo não fiscaliza esses empréstimos. E que, sequer, não apresenta (e nem dispõe de) mecanismos para um acompanhamento sério, que assegure o cumprimento das exigências na liberação destes empréstimos para as empresas.

Ou seja, dada a 'cultura' e o histórico da maioria do empresariado nacional, alguns não pagarão essas dívidas contraídas (calote, sim senhor!). E no final, sobrará para a sociedade e para os contribuintes tapar mais esse rombo no Tesouro pagando impostos.

Eu espero, e acho que está mais do que na hora, de a direção do BNDES desse atual governo, vir a público e divulgar para nós um balanço sobre TODOS os seus inadimplentes.
Precisamos saber quais são as boas empresas e quais são as más.

Não existe democracia em um país em que, instituições, sejam elas quais forem, não devam ser (e nem precisam ser) transparentes com a sociedade.
E isto, ainda, é o mínimo que se espera delas.

8 Comentários:

Carlos Emerson Jr. disse...

Assino embaixo. Dinheiro público não nasce em árvore.
Um abração.

Fábio Mayer disse...

A medida não é ruim, considerando que todos os países industrializados estão fazendo parecido.

No entanto o problema é justamente este que você citou: FISCALIZAÇÃO, da aplicação, da manutenção dos empregos e do pagamento posterior.

Abraão disse...

Neto

Nunca antes na história desse país se perderam tantos empregos em tão pouco tempo. Nunca antes na história desse país o 'spread' bancário foi tão escorchante.

Se essa é uma pequena marola e Lula está sem saber o que fazer com ela, imagina se fosse uma onda maior.

Abraços

Philip Rangel disse...

Neto concordo com as palavras do Fabio viu....
o brema ai esta a fiscalizaçao ......e o nosso presidente nao sabe como agir....

abraçao

Paulo disse...

Para ser sincero neto, acho que nada na política brasileira é aberta. Tudo é mal explicado!
Ninguém dá satisfação de quanto gasta-se, nem quanto é arrecadado. Tudo isso, para esconder os ganhos ilícitos, e no final das contas quem paga tudo somos nós, que a cada ano que passa paga mais em impostos...

Daniel disse...

É o mínimo que se espera não só do BNDS, mas de todos os órgãos do Governo Federal transparência e honestidade para com o manejo do erário público, MAS... Nesse País onde a CORRUPÇÃO é a Lei, muito dificilmente o Governo adotará medidas de transparência meu amigo. Esse é o Brasil! Infelizmente... Um abraço.

http://so-pensando.blogspot.com

Roberto Hyra disse...

Neto
Acho bom você tocar nesse assunto.
Como investidor nem sempre temos acesso aos relatórios corretos das empresas de capital aberto. Muitos deles, como já é sabido, vem maquiados.

E esse seu alerta serve para que procuremos informações em outros lugares. Afinal, se comprampos papéis das empresa que tem contratos com o governo não é algo que os órgãos publicos devam nos esconder., caso sejam inadimplentes.

Um abraço

Ricardo Rayol disse...

Absolutamente claro e perfeito. Viva a bandalheira com o dinheiro alheio.

Obrigado pela visita

Postar um comentário

- Comente, é sempre bom saber sua opinião.
- Comentários ofensivos ou mal educados não serão publicados.
- Comentários anônimos serão publicados se relevantes.
- Para criticar, sugerir ou elogiar, vá aqui.