Justiça para Flávia

Blogagem Colectiva para Flávia em 9/Set/2008

Flávia é uma menina (20 anos), que vive em coma vigial há 10 anos.
Mesmo após ficar comprovado que houve uma negligência no acidente que causou seu atual estado, os responsáveis nunca foram punidos. Sua mãe D.Odele, luta até hoje na justiça por uma retratação e pela condenação dos culpados.


Sobre o assunto Justiça no Brasil já cansei de falar. Para termos um Judiciário célere e eficiente (e justo), só mesmo fazendo uma grande reforma ou uma mudança profunda nas leis.
Lamentável.

Esse post faz parte da Blogagem Coletiva - Justiça para Flávia

4 Comentários:

Beth Cruz disse...

Obrigada Neto, por sua visita e comentário!
"Justiça para flávia", retrata de perto o desrespeito que todos os brasileiros vem sofrendo, de um modo ou de outro, por parte do poder judiciário.
Bom ter a oportunidade de conhecer pessoas que compartilham da mesma opinião e que contestam e reivindicam um país mais justo e decente.
Grande abraço e sucesso!

lavanderiavirtual disse...

Neto, tem razão, a lentidão nos julgamentos deixa a vida daqueles que dependem da justiça ainda mais complicada. Infelizmente, o jogo de interesses ainda prevalece. Apesar disso, podemos sempre nos unir em prol de uma mesma causa, deixando nosso eco de indignação e desejo de mudança reverberando pela blogosfera.

Abraços!
Juca

PS: Obrigado pela visita! Que bom que gostou do meu blog! Volte sempre! Vou aproveitar e colocar o link do seu blog no meu blogroll, assim facilita minha volta. :-)

Andréa Motta disse...

Também estou participando desta coletiva. Eu leio sempre os textos da Odele; vi a entrevista dela e não sei de onde ela arranca tanta força para continuar nesse embate com a cegueira de nossa justiça. Voltarei para ler mais calmamente seu blog. Um abraço!

Vidal disse...

Espero tanto por esse Reforma Judicial. Já li textos bons sobre o tema por aqui.

Postar um comentário

- Comente, é sempre bom saber sua opinião.
- Comentários ofensivos ou mal educados não serão publicados.
- Comentários anônimos serão publicados se relevantes.
- Para criticar, sugerir ou elogiar, vá aqui.