Grampos (de novo!) e agora pra lá e pra cá...

É o seguinte: estou oferecendo meu telefone para ser grampeado.
Vou explicar. Acredito que eu estou sendo vítima de uma espécie de 'golpe' de uma empresa operadora de cartão. Recentemente já recebi, pelo menos, umas três daquelas ligações provenientes de presídio. E durante todo o dia recebo inúmeros trotes. Tentando resolver isso já tive problemas absurdos com a telefônica.
 Diante desse fato, eu ADORARIA que a polícia grampeasse meu telefone, descobrisse os culpados e tomasse as providências legais.

O fato é, que não estamos vivendo em um 'estado policial', vivemos em um estado criminal. O cidadão honesto e contribuinte, que não tem nada a esconder, é uma vítima constante e não tem sequer a quem recorrer.


Ato 2
Diante das últimas notícias, faço a seguinte pergunta.
Qual é a verdadeira finalidade do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) no Brasil, se após várias e longas semanas de reuniões, os ministros tomam medidas inconstitucionais?
A Procuradoria Geral da República entrou com uma ação direta de inconstitucionalidade no STF contra a resolução do CNJ no caso dos grampos. Segundo a nota, o procurador afirma que o conselho atuou 'além de sua competência constitucional' ao criar a resolução que regulamenta as escutas telefônicas.

Ora, vejam só! Se muita gente já crê que a justiça brasileira é a mais desacreditada das nossas instituiçoes, e que o Supremo virou uma quadrilha somente para defender a elite deste país, o que irão dizer depois de uma medida dessa?...
O que eu posso perceber é que, o conselho agiu única e tão somente em causa própria, na defesa do sr. min. Gilmar Mendes (alvo das escutas). Embora informações extra-oficiais dêem conta de que existam mais de 400 mil grampos no Brasil, o mais surpreendente nem chega ser a falta de respeito com as liberdades individuais do cidadão comum, mas o fato dos principais órgãos de defesa das leis no Brasil "não estarem nem aí para eles".

É por isso que eu acho que todo esse forrobodó de 'grampeia o ministro pra cá', 'enquadra a ABIN pra lá' e "prende a polícia ali' é somente uma afronta à todos nós: os poucos cidadãos honestos e de bem, que ainda restam nesse país.

Imagem agradecimentos: IStockphoto

8 Comentários:

Marielle Ramirez disse...

É verdade!

E enquanto não se descobrem os reais culpados pelo grampo ao sr. Mendes, só espero que aja mais efetividade nas normas aplicadas pelo CNJ - e não apenas em proveito próprio.

Rômulo disse...

Neto
Sobre esse assunto que já foi muito usado pela mídia, eu só tenho a dizer o seguinte...

Espero muito que o Dr. Gilmar se lembre do princípio da presunção da inocência, que ele tanto preza. Pois assim, os responsáveis pelo grampo só poderão ser punidos de fato daqui a uns 112 anos, que é o tempo médio para uma sentença condenatória para poderosos transitar em julgado aqui no Brasil (o trânsito em julgado para os pobres leva, no máximo, 12 meses).

O negócio é que, algo me diz que neste caso especificamente o Dr. Gilmar não vai querer tanto preciosismo e meticulosidade na observação da presunção de inocência...

Joka P. disse...

Sei não Neto... mas eu acho que a Democrácia brasileira não dura mais do que 30 hora de verdades de um depoimento do Sr. Daniel Dantas.

Como pode os Poderes Republicanos e o setor Judiciário se encontrar em discórdia e com essa falta de autoridade?

Uma: E que democracia é esta em que se loteia os poderes apenas para interesses privados?
Estamos nas mãos de pouquíssimos homens de coragem e dignidade para solucionar isto que estamos vendo...
E repercute nos 3 poderes com toda certeza.

Outra: não quero grampos no meu telefone pela polícia, NUNCA.

rodicas.EBOOK disse...

João, bom dia!Obrigada pela visita e já me inscrevi no FEED do seu blog.Saúde, sorte e sucesso para vc e ótima semana

ZEPOVO disse...

As escutas existem com a maior facilidade, não só para investigações. Técnicos terceirizados de empresas fazem escutas até por diversão, adoram escutar conversas picantes de amantes e coisa do tipo.
Os técnicos "piratas e picaretas" da América do Sul deixaram a poderosa APLLE de cabelo em pé quando começaram desbloquear o sistema do iphone que não estava previsto funcionar com operadoras daqui. Era vendido baratinho nos EUA e Alemanha porque a APLLE recebia comissão nas ligações, no acordo exclussivo com a ITT. No programa operacional tinha um sistema para identificar de onde o aparelho estava navegando na WEB, e quando começaram aparecer milhares de brazucas os caras tiveram que aprender o significado do termo "criatividade brasileira". Assim a venda do aparelho foi adiantada em pelo menos 1 ano aqui, já que ele era destinado apenas para o 1º mundo, pelo menos no início.

Neto disse...

Foi exatamente isso, Zé!
Eu não tenho nenhuma dúvida de que muitos Sistemas Operacionais (Windows MS ou Apple) não venham com algum código embutido de rastreamento.

Quem não sabe pra que serve o chip RFID...

Rodicas
Seja bem vindo ao blog! :)
Mas, de onde você tirou esse 'joão' ??

Patty disse...

Sabe aquele aviso bobo: "Sorria, você está sendo filmado?" - Agora a coisa vai mudar, "Sorria (?) você está sendo ouvido (grampeado)"
Beijossssss

Filipe P. Mallmann disse...

Mas você é sem sorte mesmo hein neto. Infelizmente a probabilidade de ser "sorteado" vem crescendo a cada dia.

Ps.: Desculpe o desaparecimento, mas tenho corrido muito, em breve retribuirei as cordialidades feitas pelo amigo neste blog.

Grande abraço.
Filipe P. Mallmann

Postar um comentário

- Comente, é sempre bom saber sua opinião.
- Comentários ofensivos ou mal educados não serão publicados.
- Comentários anônimos serão publicados se relevantes.
- Para criticar, sugerir ou elogiar, vá aqui.