A díficil arte de saber escolher

Quando chega a hora de dizer:'NÂO'

Quem planta colhe, diz o ditado popular.
Boa parte dos resultados obtidos por nós, seja no ambiente profissional ou pessoal, está relacionado as nossas escolhas e a nossa atitude diante dos fatos da vida e assim deve ser sempre.

Esta semana, me vi diante de um impasse horrível. Tinha de tomar uma decisão enérgica e justa mesmo sofrendo sob forte estresse. Embora naquele momento as minhas emoções eram muitas e a adrenalina alta, consegui me concentrar e fiz o que deveria ter feito.

Nos meu dia a dia, tenho por hábito, na hora de decidir sobre "dar um basta" na relação, esgotar todas as possibilidades e assim foi. Fiz testes com essa pessoa. Observei seu comportamento durante dias. Seus procedimentos. Visualizei as possibilidades de "estar e viver no futuro ao lado dela". Dei chances para ela mudar. Tomar tendência. Melhorar. Mas nada, nada mesmo. Ela nem piscou. Cheguei a conclusão então que "não tinha jeito".

Há pessoas que dizem que querem mudar. Mas é só da boca pra fora.

Na verdade, esse tipo de gente já está satisfeita com o que tem. Em como é e como representa. Levam seus relacionamentos na lábia, na conversa mole, na tapeação. Agem assim por esperteza ou, porque são pessoas que buscam alguem que "tome conta delas", como se fossem eternas crianças adultas que nunca irão crescer, e nunca assumir nada.

Infelizmente, nesse mundo em que vivemos, sempre encontraremos pessoas boas e pessoas ruins, e mais vezes pessoas ruins disfarçadas de boas, mas nunca o inverso. Mas no fim, a escolha é somente nossa, e as responsabilidades pela decisão que tomamos também. Depois, não adianta chorar, e nem jogar a culpa nos outros. E pior ainda se arrepender...

Estou tranquilo :)

2 Comentários:

Lino disse...

Acho que este é o caminho certo: decidir após o exame da situação. E dar um basta, para que o futuro não se complique.

Éverton Vidal disse...

Acho que é isso aí mesmo. Sem sinceridade consigo mesmo e com o outro, nao dá...

Postar um comentário

- Comente, é sempre bom saber sua opinião.
- Comentários ofensivos ou mal educados não serão publicados.
- Comentários anônimos serão publicados se relevantes.
- Para criticar, sugerir ou elogiar, vá aqui.